Urologista fala sobre Incontinência Urinária no quadro Falando de Saúde

Incontinência Urinária é a perda de urina pela uretra independente da vontade do indivíduo. Não é uma doença fatal, porém afeta a qualidade de vida da pessoa. Esse foi o tema do quadro Falando de Saúde, desta quinta-feira, dia 13 de julho.
O urologista, Claudio Amorim, do Hapvida Saúde, esclareceu algumas dúvidas sobre o assunto:
“É preciso envelhecer com qualidade de vida e com conforto, uma pessoa idosa que tenha uma vida ativa quer sair, passear e ter uma vida social e a incontinência urinária vai atrapalhar justamente nesse ponto. Cerca de 20% a 30 % das pessoas sofrem com este problema”.
Tipos:
Existem dois tipos de Incontinência Urinária:
Incontinência Urinária de Esforço:
Adquiridas por mulheres um pouco mais jovens e mulheres que tiverem problemas de saúde como a obesidade e diabetes. Um espirro e a tosse podem ser incômodos.
Incontinência Urinária de Urgência:
Adquirida, principalmente, por mulheres acima de 60 anos. Neste caso, a pessoa sente vontade de urinar e não consegue chegar ao banheiro. Existem fatores, como a diabetes, que podem intensificar os sintomas e agravar o quadro. A diabetes está ligada ao fator genético e também, aos hábitos alimentares e atividades físicas.
Tratamentos:
Em casos de Incontinência Urinária de Esforço, existe um tratamento chamado de Fisioterapia do Assoalho Pélvico, para melhorar a musculatura. Se bem executado o tratamento tanto pelo profissional quanto pelo paciente, chega até 60% de sucesso. Há possibilidade, também, de realizar cirurgia.
Já nos casos de Incontinência Urinária de Urgência, são indicados tratamentos com medicamentos e baseados em terapias comportamentais. Em casos mais grave, existe a possibilidade de utilizar a Injeção de Botox de bexiga ou um Marca-passo de bexiga.

Texto: Yêda Sousa
Foto: Karol Coelho
Ascom Basílica Santuário de Nazaré

admin Autor